De vento em popa!

A Escola de Vela Brasília foi oficialmente instituída em abril de 2021, quando desembarcou no Clube da Aeronáutica. Mas o início desse projeto começou muito antes, quando os planos da fundadora e instrutora Débora Medeiros eram pura e simplesmente aprender a velejar. Durante anos esse projeto foi adiado, por vezes negando os repetidos convites do próprio pai, um velejador experiente e conhecido em Brasília. Contudo, a vela não pareceu tão atrativa à primeira vista. O universo da náutica era, até então, majoritariamente masculino e praticamente inacessível. Passaram-se anos até que aceitou um convite para uma aula experimental vinda de uma velejadora. Essa foi a porta de entrada para o universo da vela. E ser instruída por uma professora mulher foi o diferencial que a motivou a ingressar nesse universo de corpo e alma.

A paixão pela vela foi imediata. De aluna à fundadora de uma escola de vela passaram-se quase 10 anos. O resultado chegou muito naturalmente, sem grandes planejamentos, como se cada passo a direcionasse para esse momento. A escola ganhou nome, sede, recursos e colaboradores. O que se desenvolveu despretensiosamente, agora alcançava uma dimensão maior, com ares de um sonho realizado.

Lecionar, viver da vela, construir dia a dia uma escola, tudo isso envolveu muito amor e dedicação. "O que eu quero é que a mesma paixão que eu tenho pela vela seja plantada no coração de cada um que passa por aqui, e que essa pessoa também sinta a mesma paixão que eu sinto", diz Débora. "É viciante. Uma vez que você veleja, é para a vida toda", completa.

A Escola de Vela Brasília oferece hoje cursos de vela para adultos e crianças, nos níveis básico e intermediário. As aulas são ministradas aos finais de semana, com duração de 2 horas cada encontro. O barco utilizado nas aulas é o Dingue, um monotipo com capacidade para até 4 tripulantes. No infantil o barco é o Optimist, onde podem ir até 2 crianças. Durante as aulas os alunos aprendem os conceitos básicos da vela em aulas 100% práticas. "O objetivo", conta Débora, "é instruir o aluno e capacitá-lo a conduzir uma embarcação a vela, independente do tamanho. Começamos o curso em um barco Dingue, que é pequeno e possui uma vela. Mas ao longo do curso o aluno pode experimentar outros tipos de embarcações, com duas velas, até mesmo um barco maior. O objetivo é mostrar que a base que ele aprendeu se adequa a qualquer outro barco."

Além das turmas básicas aos finais de semana, a escola também atende alunos particulares. As aulas oferecidas nessa modalidade também incluem aulas em barcos cabinados, que são barcos maiores. Para 2023 a pretensão é aumentar a diversidade de cursos, como turmas avançadas para velejadores que desejam se desenvolver na vela esportiva visando regatas. Além disso, outras modalidades também estão previstas, como cursos específicos para Laser, Snipe, Hobbie Cat e Holder. O curso para veleiros cabinados também será ampliado para atender a demanda de interessados em comprar embarcações.



Além da Escola de Vela o Clube da Aeronáutica também sedia a escola Náutica Brasília, que oferece cursos de navegação a motor para lanchas e jetskis. A Náutica Brasília é parceira da Escola de Vela e é credenciada junto à Capitania para obtenção da habilitação de Arrais Amador e Motonauta. Quando os alunos concluem o curso de vela podem obter a habilitação náutica para conduzir embarcações maiores. Outra escola parceira e também sediada no Clube da Aeronáutica é a Ava Canoeiros de Brasília, que oferece cursos de canoa havaiana e aluguel de caiaques, canoas e SUP aos finais de semana. Uma variedade de escolas náuticas que aliam natureza, esporte e diversão!

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo